sexta-feira, 5 de junho de 2009

Lá de cima

Lá de cima vejo cidades
Bate a saudade
de momentos antes de partir,
Tendo vontade de renascer.

Lá em cima não há vaidades
Descubro verdades
de vidas que passam por aí,
Mesmo sem vontade de saber.

Lá em cima é eternidade
Angústia invade
do tempo que passa sem sentir,
E sinto à vontade de viver.

Lá de cima julgo paisagens
Já não é tarde
Conto estrelas até decidir
Entre Crepúsculo ou Alvorecer.


"Aos off-shore do Brasil que deixam levar-se quando entram em comunhao com nada ao redor, e declamam a cada gota que arrebenta nossa estrutura."

3 comentários:

Danilo Oliveira disse...

Ruan, esse post tá show!

Muito irado!

Na minha ótica, bem espírita, és, nele, quase uma entidade vendo tudo e todos de cima..hahaha

Brincadeiras à parte, tá muito bom!
Bem escrito e com ideias bem claras!

Abraços!

Viviane & Josias disse...

Ruan, vc vai melhorar! A leitura constante é a base da escrita cativante. Assim, deixo aqui alguns pensamentos de pessoas que conseguiram isso:
www.opensador.info
Leia os pensamentos e procure os livros.

Josias

Viviane & Josias disse...

Na verdade o site é:

http://www.pensador.info/